Incógnita paixão

tumblr_lyav2oDq5N1qey6i4o1_500_large

De todas as doenças já conhecidas pela ciência, nenhuma é tão mortal quanto antídoto senão a paixão, que com a mesma agulha que espeta e rasga, costura; com o mesmo olhar que ameaça e amedronta, acalma; que com os mesmos beijos que se encontram e se encantam se despedem; que ao mesmo tempo em que faz um buraco, planta uma flor.

É a doença que te descontrola, desconcerta, divide, quebra, mas que te faz sentir o mais completo ser de todo o universo. Feliz ou infelizmente não é contagioso, não se pega na troca de salivas doces, nem amargas, nem nos olhares cruzados, nem no toque mais intimo, é uma incógnita! Ninguém sabe de onde vem, como se pega, nem como se vai, apenas faz seu percurso e segue sem culpa. E deixa em nós aquele desejo de transbordar, às vezes pelos olhos, às vezes pela boca, e às vezes pelos dedos.

Não espera os meses, não segue regras e convenções, tem pressa. Invade, reage, infecta, e o parto é rápido, cheio de desespero, faz filhos comuns, filhos amantes e filhos poetas. Os últimos, porém, são dos que tenho medo.

Hulle Horranna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s