Quando me apaixonei, cometi um crime

Estou aqui a confessar, por vontade própria, e sem nenhuma espécie de ameaça, ou em resultado de alguma investigação; porque vós que estais agora tendo conhecimento de todo o ocorrido, jamais, e sob hipótese alguma poderiam suspeitar que tamanha crueldade pudesse um dia ser executada. O crime, meus queridos, só poderia ser descoberto pelo próprio criminoso, pois, por sua culpa, agora é culpado. E este que aqui está, e que sou, denuncia anonimamente o assassinato.

Mas não se espantem, nem se apavorem. Embora o crime tenha ocorrido em total sigilo e de forma tão cuidadosa que não deixou pistas, não foi cometido de caso pensado. Muito pelo contrário, pouco se pensou, na verdade, não se foi pensado. Foi ato, bastante agressivo, mas amenizado pelas circunstâncias em que ocorreu; circunstâncias essas que não justificam, apenas caracterizam a ação do indivíduo, que sou eu.

Pretendo ser extremamente objetivo e tornar óbvio o meu posicionamento de delator de mim mesmo, pois é inadmissível que um crime nessa perspectiva não venha a ser auto julgado.

Após analisar os fatos, e ouvir as confissões do réu no espelho, que, sem direito a defesa por escolha própria e precipitada, dou-me a sentença que previ no ato do crime, e em primeira pessoa, condenei-me e condeno-me a viver angustiadamente o resto da minha vida, por culpa sentimental de ter matado o amor próprio.

Hulle Horranna

 

Anúncios

3 comentários em “Quando me apaixonei, cometi um crime”

  1. Realmente é um dos piores crimes, aquele que foi causado por si próprio, sem a pretensão de ter permitido este ocorrido. E pior do que assumir a sentença é ter que carregar o crime por tempo indeterminado. “Prenda-me eu sou a culpada”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s