Signos e a anulação de quem somos

Todos os dias é possível notar o quanto as pessoas estão a procurar um sentido para o que são. Recentemente, este desejo encontrou uma fórmula mágica; onde tudo passou a ser relacionado ao momento do nascimento e ao posicionamento dos astros, por assim dizer.

E então, tudo faz sentido? Quando estamos lá olhando o famigerado “mapa natal” tudo começa a nos resumir; mas não estávamos procurando um lugar nosso? Como é que todos podem ter uma caixinha? Arianos são agressivos, Taurinos são teimosos, Geminianos falam muito, etc… Estamos mesmo tratando de encontrar a essência ou ter a segurança de um rótulo?

Não se é teimoso ou agressivo porque o sol estava naquela posição. Isso é a tentativa de desmerecer toda uma vida e contexto de anos que nos levou, aos trancos e barrancos, ao que nos tornamos tornou hoje. É cômodo não lidar com os fantasmas do passado, não é mesmo?

A facilidade desses encaixes é encantadora, de fato. No entanto, o que nos leva a querer viver de comodismos? O que nos leva a querer justificativas para tudo? Pior ainda, o que nos leva a querer encobrir falhas, sim, todos/as temos, pior que querer as encobrir são as combinações de fundamentações rasas com uma ligeira felicidade de ‘dever-ser’.

O aprendizado dessa vida se dá a partir do momento em que paramos de querer justificar tudo que fazemos, seja certo ou errado, de nada adianta querer mostrar para outros que as nossas especificidades são comuns e têm sentido. Segredo: nós não temos sentido, nós fazemos sentir.

São tempos tais que querer ser especial seria o “fator problema”, parece que a normalidade, os grupos, assumiram uma posição tal, que tendem a anular as particularidades. Você é mais que João Bidu, Personare, Sol, Lua, Ascendente ou Meio de Céu.

Ademais, paremos de querer ponderar comportamentos errôneos e abusivos através do simples fato da pessoa ter nascido em tal horário e local. Anular as faces desse ‘jeito de ser/agir’ é mais uma forma de romantizar problemas, possivelmente graves.

Gabriela visita Ah!gnes. todos-os-signos-zodiaco

Anúncios

3 comentários em “Signos e a anulação de quem somos”

  1. Entendo oque quer dizer, acredito que signos não devam ser algo pra ser levado a serio e mais um tipo de graça ou conforto pra quando querer se sentir pertencente a um grupo ou apenas querer “zoar” os amigos, mas não levar isso como uma filosofia de vida. Afinal quem faz a sua personalidade é você e o meio externo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s