Sabe o que ela quer?

feminismo

Sabe o que uma mulher quer mais do que refrigerante que não dá celulite, cartão sem limite e chocolate que não engorda? Respeito.

Ela quer poder sair de casa sem medo, independente do horário ou da roupa que estiver vestindo. Mais do que flores, demonstrações exageradas de afeto e um homem que saiba cozinhar; ela quer respeito, independente de com quantas pessoas ela já dormiu; se ela gosta de homens ou mulheres, se ela gosta dos dois, ou se ela não gosta de nenhum.

Que ela não seja vista como “menos mulher” do que aquelas que sabem cozinhar; andar de salto; que usam roupas compridas; que são casadas; donas de casa; que sabem usar maquiagem; que casaram-se virgens; que usam esmalte claro; que não usam batom vermelho; ou qualquer outra coisa que a sociedade tenha classificado e definido como “coisas de mulher“.

Que ela possa jogar futebol; falar palavrão; tomar cerveja no bar; ser promovida sem que pensem que ela deu pro chefe; pilotar aviões; ser motorista de carro, ônibus, moto; que ela possa deixar de constituir família e viajar pelo mundo; que ela possa comandar obras e fazer qualquer coisa que seja socialmente definido como “coisas de homem“.

E mais do que querer, ela tem que saber que PODE, que pode empoderar-se porque isso não é nada mais do que criar consciência do que somos, de como vivemos, o que queremos e o que PODEMOS.

Sabe o que uma mulher quer mais do que qualquer presente? Ela quer equidade, quer que as pessoas entendam que homens e mulheres, ambos têm suas especificidades que os fazem ser únicos, e quer, acima de tudo, que respeitem cada uma delas. Ela quer, independente do seu peso ou aparência ser respeitada; por ter nascido ou ter se tornado, ser respeitada; por ser mãe solteira, ou por não ser mãe; ela quer ser respeitada porque se esforça, porque sabe o seu valor, porque sabe levantar a cada queda e porque acredita que por mais que as coisas não sejam como ela gostaria que fosse, que tudo vai dar certo.

Ela quer que o resto da população saiba que ser empoderada e feminista não significa odiar todos os homens, mulheres que se depilam, que são magras e que tem as pernas bronzeadas (como diria a Kate Nash), mas que significa que homens e mulheres devem ter oportunidades e direitos iguais. Ela quer que o resto da população saiba que esses gritos são de mulheres que ficaram gerações caladas, e que hoje, gritam, desesperadas, por voz numa sociedade onde quando o homem fala é opinião e quando uma mulher fala ela é considerada uma vadia.

Sabe o que uma mulher quer mais do que qualquer coisa?
Respeito, além do dia oito de março, mas nos outros 364 dias também

Anúncios

Autor: Mariane Santos

Observadora das coisas cotidianas, busca encontrar poesia até numa massa de pão (e que massa linda a que nós estamos falando, hein); observadora das sutilezas poéticas que cercam as pessoas; estudante de comportamentos humanos na escola da vida; aquela que decidiu não decidir, escreve para mostrar que as pessoas carregam coisas que não sabem, ou ignoram, e ela não esta falando de... ah, deixa. Ama cerveja mas sabe como apreciar um bom café.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s