Ela, um divórcio e uma vida inteira

  Outubro de 2017.   Minha mãe tem sentido incômodos no punho direito, pouco acima da mão. Então me prontifiquei a massageá-la, na esperança de que pudesse aliviar as dores locais, ao menos por ora. Ela aceitou de bom grado, claro. Ao massagear o local, minha vista fora atraída por um detalhe em seu dedo … Continue lendo Ela, um divórcio e uma vida inteira

Anúncios

“Minha menininha”

  “Que doçura de criança, deixa eu segurar” Enquanto o pastor reza o culto Pra senhora não cansar Feche os olhos Comece a orar Enquanto olho sua filha E a embalo devagar Compro um doce Dois ou três, Vamos até a vendinha Mais uma vez.   Amanhã vou lhes visitar Ai levo um brinquedinho, uma … Continue lendo “Minha menininha”

E qual é a minha definição de amor?

  E qual é a minha definição de amor? Tenho o nome de uma música do Chico Buarque, bem antiguinha, a que meu pai cantava no karaokê do bar próximo à sua casa. Depois que eu nasci, ele passou a me levar junto e no final da música fazia questão de dedicá-la pra mim. E … Continue lendo E qual é a minha definição de amor?

Entre nós poderia haver um laço…

  Poderíamos dormir até tarde na segunda, levantar cedo no domingo, ou até mesmo fazer o mais esperado contrário; então num dia eu te observaria dormir, invejaria a calmaria das tuas costas, os canteiros dos teus olhos, cobertos por grossas e negras sobrancelhas e o mais profundo mar que guarda por dentro. Me banhariam as … Continue lendo Entre nós poderia haver um laço…

Bela, recatada e “do lar”: o dia em que minha mãe perguntou se podia usar um short curto

Um dia minha mãe e eu decidimos ir ao supermercado. Ela foi até o quarto fazer aquele ritual de escolher uma roupa para vestir, mas breve, como sempre. Estava sentada na cozinha quando ela chegou vestida com um shortinho de malha que ia até mais ou menos metade da coxa. Então depois de olhar de … Continue lendo Bela, recatada e “do lar”: o dia em que minha mãe perguntou se podia usar um short curto

Pura erudição

  Aquelas notas cheiravam a rastro d´água, Das nuvens aprendi o cirandar das sílabas e a geometria dos dinossauros Uma Ode à criação artesã dos meus contornos Meu nau de verdades e mentiras, que por hora colorem, se desbotam, se aquarelam, A fazer-se brisa, voo; árvore, Impressões da beleza que aos olhos Se inspiram e … Continue lendo Pura erudição

Onde quer que esteja, lhe desejo flores amarelas…

  Gosto de flores. Especialmente as amarelas. Elas me trazem a sensação de liberdade, infinitude e pureza que não sei traduzir em palavras. Como se amanhecesse cada vez que as vejo e as cores de sol me entorpecessem a alma. Há tão poucas coisas capazes de nos roubar os substantivos... Assim como poucas vezes na … Continue lendo Onde quer que esteja, lhe desejo flores amarelas…

A Mulher Inspiradora

  Mulher, não és só obra de Deus; os homens vão-te criando eternamente com a formosura dos seus corações, e os seus anseios vestiram de glória a tua juventude. Por ti o poeta vai tecendo a sua imaginária tela de ouro: o pintor dá às tuas formas, dia após dia, nova imortalidade. Para te adornar, … Continue lendo A Mulher Inspiradora

O laço e o abraço

  Meu Deus!... Como é engraçado!... Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... Uma fita dando voltas, se enrosca, mas não se embola; vira, revira, circula e pronto: está dado o abraço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um … Continue lendo O laço e o abraço

Moça, você é linda!

MOÇA, VOCÊ É LINDA! Seu corpo não deve servir de vitrine para agradar alguns desagradáveis. Esbelta, alta, alface, coca zero e remédios? Jura? Sinta-se bem da forma que você acha que deve se sentir bem. Não tenha medo de encontrar a sua paz, não existe nada melhor do estar feliz por ser você, vai por … Continue lendo Moça, você é linda!